Arquivo da categoria: Artes Plásticas

Arthur Veríssimo traz para o Brasil as peculiaridades indianas

Por Marília Marques

Imagem: Divulgação

A exposição KarmaPop, assinada pelo jornalista Arthur Veríssimo, tem como objetivo revelar por meio de fotos as experiências vividas pelo autor durante as 17 viagens que ele realizou à Índia ao longo de 20 anos – colagens produzidas a partir de cartazes de filmes de Bollywood também fazem parte da mostra. É a primeira exposição individual a ocupar o novo espaço do Coletivo Amor de Madre.

Repórter da revista Trip e amante das tradições indianas, Veríssimo acaba de lançar um livro de fotografias sobre o país. Através de imagens ele procura registrar os fluxos sociais e religiosos por meio de festivais, peregrinações e outras situações que, na Índia, é corriqueiro. Além disso, há fotos individuais de pessoas estranhamente interessantes que Arthur encontrou pelo caminho.


Imagem: Divulgação

Serviços:

4 de novembro a 15 de dezembro

Segunda a sexta das 10h às 19h

Coletivo Amor de Madre – Galeria de Arte e Espaço de Convivência

Rua Estados Unidos, 2186 – Jardins

(11) 3061-9044


O rock em fotos: Galeria do Rock conta a história do rock nacional

Por Marília Marques

Imagem: Divulgação

Click! O Rock Brasileiro – A História em Imagens está exposto no local mais adequado para um assunto como esse: A Galeria do Rock. Reunindo imagens selecionadas pelo fotógrafo e jornalista Mauricio Valladares, o propósito da mostra é atravessar a história do rock no Brasil. As fotografias mostram desde o rock rural, como o trio Guarabyra, Sá e Zé Rodrix, passando pelo rock sinfônico, como a Jovem Guarda e a Tropicália, dando maior destaque à década de 80 – considerada a de maior produção brasileira, com o surgimento de bandas como Legião Urbana, Titãs, entre outros. A exposição chega para encerrar todo o projeto, o qual contou com o lançamento de um livro e um documentário com o mesmo título, ambos em 2009.

Imagem: Divulgação

A concepção cenográfica desenvolvida no espaço central da Galeria do Rock foi feita por Mario Passos, da WeDo. Há também terminais multimídias à disposição de todos e um espaço reservado que exibirá o documentário, dirigido por Bernardo Palmeiro, e que foi selecionado para o Festival de Cinema do Rio de Janeiro e para a Mostra Internacional de São Paulo.

A partir de uma iniciativa cultural que traz um dos mais importantes movimentos artísticos do país, o rock brasileiro, a Planmusic, de Luiz Oscar Niemeyer, contou com o incentivo do Ministério da Cultura e patrocínio da operadora SKY.

Serviços:

4 à 27 de novembro

Segunda a sexta das 10h às 19h – Sábado das 10h às 17h

Galeria do Rock

Rua 24 de Maio, 62 (entrada também pela Av. São João, 439) – Centro – próximo aos metrôs São Bento e Anhangabaú.

Fotografias em pauta

Por Nathalia Bianchi

 

O foco dessa semana são exposições de fotografia e com esse tema, sugerimos 2 lugares bem conhecidos pra visitar. O primeiro é o MASP, que está apresentando 23 fotos inéditas do cineasta alemão Wim Wenders. A mostra intitulada Lugares, Estranhos e Quietos traz imagens de cidades através do mundo, sob as lentes de uma das maiores e mais premiadas figuras do Novo Cinema Alemão.

Já na Pinacoteca, está em cartaz a exposição Buena Memoria de Marcelo Brodsky – argentino que se tornou fotógrafo durante seu exílio em Barcelona na década de 80, durante a ditadura militar em seu país. Suas 70 obras, tem um conteúdo político muito forte e essa mostra traz fotos do período de 60 – começo do golpe dado pelo presidente Arturo Illia – até os dias de hoje.

 

Lugares, Estranhos e Quietos

 

21 de outubro de 2010 a 16 de janeiro de 2011

 

De terça-feira a domingo – das 11h às 18h

De quinta-feira – das 11h às 20h (bilheteria até às 19h30)

 

MASP: Avenida Paulista, 1578 – São Paulo

 

 

Buena Memória

 

23 de outubro de 2010 a 19 de fevereiro de 2011

 

Memorial da Resistência de São Paulo: Largo General Osório, 66, SP.

 

Maiores informações : (11) 3335-4990

Off Bienal 4

Por Nathalia Bianchi

Além das obras expostas na 29ª Bienal de artes plásticas de São Paulo, está acontecendo uma mostra denominada Off Bienal, – que já está em sua 4ª edição –  com a curadoria do crítico de arte Carlos von Schmidt – que faleceu no início deste ano, em fevereiro.

Prestigiando a arte nacional, têm 62 expositores e traz fotografias, instalações e objetos de artistas como Fernando Durão, Alex Orsetti e Vera Café. Tudo o que está exposto na galeria ficará à venda.

26 de outubro a 27 de novembro.

Segunda a sexta – das 11h às 20h

Sábado – das 11h às 15h.

Galeria de Arte Cidade Jardim:  Av. dos Tajurás, 236, Cidade Jardim.

Faça um Tour Cultural por SP durante o mês de outubro

Por Marília Marques e Nathalia Bianchi

Durante todo o mês de outubro, estará em exibição a “Exposição de Bicicletas Antigas – dos anos 40 aos anos 90”, com 12 modelos diferentes de bicicletas retratando a evolução desse meio de transporte.

 1 a 31 de outubro – das 10h às 22h

Shopping D – piso 1 – Grátis

Av. Cruzeiro do Sul, 1100

(11) 4506-6000

 

Desde o dia 1º, sexta-feira, a mostra “RevelArte – MASP nas Ruas” trouxe 40 reproduções de obras de sua coleção para as vias adjacentes ao museu. Selecionadas pelo curador Teixeira Coelho, as réplicas das obras estão distribuídas nos muros da região com ênfase no eixo da Paulista. É a oportunidade para o público conhecer ou rever as grandes obras de Van Gogh, Renoir e Manet, entre outros.

Veja o mapa da RevelArte no Guia da Folha.

 1 a 31 de outubro

MASP: Av. Paulista, 1578 – Bela Vista (próximo ao metrô Trianon-MASP)

(11) 3251-5644

RevelArte: R. Consolação e Estados Unidos, avenidas Radial Leste-Oeste, Brigadeiro Luís Antônio e Paulista – Grátis

 

Dia 2, sábado, começou a mostra “Um Dia que Terá que Ter Terminado 1969/74”, a qual é a segunda exposição do MAC, dedicada à produção artística brasileira na época da ditadura militar – com o total de 164 obras selecionadas marcadas pela repressão.

 2 de outubro de 2010 até 6 de março de 2011

Terça a sexta – das 10h às 18h

MAC Ibirapuera: Av. Pedro Álvares Cabral, s/n, portão 3 – Parque Ibirapuera

(11) 5573-9932

 

Na segunda-feira, dia 4, a exposição “Anotações Visuais de Aldemir Martins” entrou em cartaz, trazendo anotações e desenhos inéditos desse artista visual nordestino. Os trabalhos estão dispostos em duas partes: os originais (montados em pranchas e vitrines, com formatos pequenos) e as plotagens (respeitando as proporções originais).

 4 de outubro a 19 de novembro

Segunda a sexta – das 9h às 19h

Sábado, domingo e feriado – das 10h às 17h

Espaço Cultural Citi: Av. Paulista, 1111 – Bela Vista – Grátis

(11) 4009-3000

 

A partir de hoje, quarta-feira, 6, “Percurso e Universo de Alice Brill” traz obras da artista, que completará 90 anos em dezembro, realizadas ao longo de 70 anos.

 6 de outubro a 30 de dezembro

Segunda a sexta – das 10h às 17h

Espaço Cultural BM&FBOVESPA: Pça. Antônio Prado, 48 – Centro – Grátis

(11) 3119-2404

 

9 de outubro haverá a exposição “Edições & Alternativas”, a qual integra a programação Outubro Independente. Entre as publicações produzidas apenas de forma independente e artesanal nos últimos dez anos em São Paulo e Rio de Janeiro, estão livretos, livros, postais, jornais e revistas nos quais o foco foi a poesia, a literatura e a arte contemporânea.

 9 de outubro – 18h

Biblioteca Alceu Amoroso Lima: Rua Henrique Schaumann, 777 – Pinheiros

(11) 3082-5023

 

A mostra de título A Arte do Sagrado chega ao MASP com 40 obras de diversos pintores do século 14 ao19. Delacroix; Botticelli; Tintoretto estão misturados com a leitura futurista de Eder Santos, que recorreu à tecnologia das televisões LED tridimensionais para mostrar sua versão da obra de Rocca, seu primeiro trabalho feito por encomenda para o MASP.

15 de outubro de 2010 a 19 de janeiro de 2011

MASP: Av. Paulista, 1578 – próximo à estação de metrô Trianon-MASP
(11) – 3251-5644  begin_of_the_skype_highlighting
Gratuito às terça-feiras

Corpos que Falam, de Leandro Duarte, expõe suas obras surrealistas e que têm o corpo humano como protagonista. São 15 telas de pintura em forma mista.

16 de outubro a 6 de novembro

Segunda a sexta – das 8h às 18h

Sábados – das 10h às 17h

Biblioteca Monteiro Lobato: Rua General Jardim, 485 Vila Buarque
(11) 3256-4438

Carlos Dias apresenta sua arte na Choque Cultural. A exposição “Alem” reúne pinturas, fotos, desenhos, rascunhos e até mesmo um vídeo do artista contando mais sobre ele, com direito a trilha sonora e tudo mais.

 

De 16 de outubro a 20 de novembro – das 12h às 19h

Choque Cultural: Rua João Moura, 997, Pinheiros

(11) 3061-4051

Louis Agassiz no Teatro de Arena, centro de SP

Por Renata Monteiro

As 40 fotografias de Agassiz datam de quando ele veio para o Brasil, em 1865 e 1866. Suas fotos, apenas de pessoas negras – as quais estão expostas no Teatro de Arena Eugênio Kusnet até o dia 25 de setembro-, tinham o intuito repulsivo de retratar seu pensamento a favor da segregação racial. A mostra também apresenta o lançamento do livro que leva o nome da exposição (T)races of Louis Agassiz: Photography, Body and Science, Yesterday and Today – havendo aí o trocadilho com a palavra “rastros” transformada em “raças” com a omissão da letra “t” em parênteses: Rastros e Raças de Louis Agassiz: Fotografia, Corpo e Ciência, Ontem e Hoje – de Maria Helena P. T. Machado e Sasha Huber.

Por Renata Monteiro

 Louis Agassiz foi professor e diretor do Museu de Zoologia comparada da Universidade de Harvard dos Estados Unidos. Mas o principal é que, além disso, foi cientista natural, racista influente e pioneiro inventor do Apartheid (separação entre negros e brancos). Em sua visita ao Brasil, montou uma coleção de fotos sobre as “raças” que encontrou em nosso país, entretanto, com o pior objetivo possível: mostrar como elas eram inferiores, para comprovar a superioridade dos brancos anglo-saxões. Agassiz nasceu na Suíça em 1807 e morreu nos Estados Unidos em 1873.

Serviços:

26 de agosto a 25 de setembro

Quarta a domingo das 15h às 20h – Grátis

Teatro de Arena Eugênio Kusnet

R. Dr. Teodoro Baima, 94 – República – Centro

(11) 3256-9463

Keith Haring e sua arte popular na Caixa Cultural

 Por Nathalia Bianchi

Selected works é o nome da exposição de Keith Haring, famoso artista gráfico e ativista norte americano dos anos 80. Por fazer exatos 20 anos de sua morte, a exposição é uma comemoração à vida e ao seu trabalho filantrópico.

Keith ficou famoso por levar seus trabalhos para o lugar mais democrático que ele poderia imaginar, o metrô de Nova Iorque. “Haring sintetizou os mundos da arte, música e moda, estando sempre ligado ao que acontecia nas ruas. (…) ele começou a enviar mensagens de amor, amizade, vida e complacência por meio de símbolos que se tornariam sinônimo de seu nome.”, declara Sharon Battat, curadora, logo de cara em uma coluna na entrada da mostra.

O espaço da Caixa Cultural é ocupado por 94 obras do artista, sendo 55 serigrafias, 9 gravuras, 29 litografias e 1 xilogravura. Ainda é possível conferir- no segundo andar-  vídeos do artista pintando e passando seu tempo livre, fotografias íntimas e objetos pessoais de Keith.

O primeiro andar apresenta as séries The Story of Red and Blue, Blue Print, Apocalypse e The Valley. Ao lado da coleção Red and Blue, há a citação “As crianças sabem uma coisa que a maioria das pessoas esqueceu. As crianças têm uma fascinação pelo seu dia a dia que é muito especial e que pode ser muito útil aos adultos se aprenderem a entende-la e respeitá-la.”, pois se trata de pinturas feitas para os filhos do galerista  Hans Mayer (Dusseldorf). Já Blue Print traz um certo erotismo em suas imagens e Apocalypse choca por misturar arte e religião.

O artista tinha raízes em nosso país. Em 1983, ele participou da Bienal e chegou a morar em Ilhéus, com seu amigo Kenny Scharf – pintor da cultura popular, assim como Haring.

Para mais imagens, confira o press-release.

Serviços:

31 de julho a 5 de setembro

terça-feira a sábado, das 9h às 21h e domingos e feriados das 10h às 21h.

Av. Paulista, 2083 – Cerqueira César (próximo ao metrô Consolação) – São Paulo

27 de setembro a 14 de novembro

Galeria 3 da Caixa Cultural

Av. Almirante Barroso, 25 – Centro – Rio de Janeiro